ATUALIZAÇÃO – Abrir Conta Bancária nos EUA

Prezados leitores que acompanham este site, o post de hoje é na verdade uma espécie de atualização do post escrito ano passado, onde eu falava sobre os procedimentos para abertura de conta bancária aqui nos EUA. O texto que escrevi continua “no ar” no nosso site (clique aqui, caso queira ler), mas depois de muitas indas e vindas e muitas perguntas, resolvi atualizar essas informações para melhor atender aqueles que tem dúvidas sobre essa abertura de conta, bem como, ajudar os leitores com as informações mais atualizadas sobre isso que eu consegui pesquisar nessas últimas semanas. Vamos lá!!

Primeiro ponto: Não sei se a regra é geral, mas pelo menos no Bank of America e no Regions, bancos que eu mantenho conta ativa aqui, NÃO é mais possível abrir conta sem ter um endereço físico nos EUA que comprove que você mora de fato aqui (conta de luz, água, contrato de aluguel, etc). Antigamente, bastava você chegar na agência com o passaporte, uma quantia mínima de dinheiro cash pra depositar e a pessoa saia do banco com cartão de débito temporário e conta aberta. Isso MUDOU, radicalmente. No BoA eles não estão mais aceitando abrir conta e em algumas agências eles pedem a TAX ID para autorizar a abertura de conta e uso do Internet Banking. No Regions, isso já é realidade. Somente com a TAX ID você tem acesso a plataforma de online banking.

Perguntei a um gerente que conheço (e ele não é brasileiro) o porquê dessas novas situações…..a resposta foi claríssima: problemas de contas “fantasmas” que ficam abertas aqui e sem movimentação e isso gera custos para os bancos (não sei, sinceramente, quais, mas enfim). Por causa disso e outros fatores (como contas com movimentações altas e SEM tax id ou SSN vinculado), acabaram por dificultar a abertura de novas contas para novos correntistas. Esse gerente me disse que o IRS começou a dificultar a emissão de TAX ID (uma vez que estava sendo usado de forma indiscriminada para fins que não são a finalidade do documento) e algumas contas estavam com movimentações muito “anormais”. Seja o que for, o fato é que, pelo menos na regra, nesses dois bancos citados já não é possível abrir conta sem ter endereço físico aqui. A TAX ID ainda não é obrigatória no BoA, mas me parece que será em breve para realizar transações via internet. Vamos ver o que vai acontecer.

Obs.: Pelo que pude verificar, não está mais tão fácil como era a obtenção da TAX ID. O IRS começou a exigir algumas justificativas para emissão do documento que aumentaram a burocracia. Antigamente, bastante você mesmo solicitar o documento, via internet OU ir até uma empresa de contabilidade e solicitar esse documento, via preenchimento de formulário e pagamento dos serviços. 

Segundo ponto: em qual banco eu devo abrir conta nos EUA?

Decisão importante. FUJA de bancos pequenos. Minha sincera opinião é que bancos como Regions (mesmo eu tendo conta lá), Fifth Third, Sun Trust, não são tão interessantes quando mais se precisa deles. Só para vocês amigos terem uma ideia, recentemente fiz um processo de transferência de dinheiro do Brasil pra cá, a ser creditado na minha conta empresarial no Regions. E olha que era da empresa hein…..imagine se fosse de pessoa física…..Pois bem, fiquei sabendo, pela própria gerente do Regions, que eles não recebem diretamente esse dinheiro aqui nos EUA. O banco no Brasil transfere pra cá e usa como intermediário um banco maior, como o BoA ou o JP Morgan Chase e daí eles que transferem pro Regions. E quando você busca informações na agência sobre onde está o dinheiro, com quem devo falar, qual o status da transferência, simplesmente ninguém te atende. REGIONS, com todo respeito, caiu MUITO desde 2009, quando abri minha conta pra cá. Péssimo atendimento, serviço de suporte via telefone risível e taxas cobradas de manutenção sem cabimento. OK, é uma opinião pessoal, baseada na mnha experiência atual. Mas, é bom refletir se vale a pena ter contas em bancos menores ou se vale a pena ter logo num banco maior.

Nesse aspecto, muito embora seja um banco “popular” digamos assim, eu não tenho dúvidas que a oferta de produtos e facilidades (conveniência) do Bank of America fazem dele uma das melhores opções para se ter uma conta aqui nos EUA. Ainda não é preciso ter TAX ID ou SSN para usar o internet banking (não sei até quando, como já mencionei neste post), o atendimento é feito sem muita burocracia pelo telefone e existem trocentas agências dele espalhadas por Orlando. Por favor meus caros, não se prendam com esse papo de “ter de falar com um gerente brasileiro“. Se você quer abrir uma conta, não se prenda a essa situação de inglês porque isso, na minha visão, é uma bobagem. Pesquise sobre, leia, se informe, vá numa agência e abra a conta. Sabendo, é claro, que as facilidades do passado, não estão mais tão presente hoje em dia.

OU entre em contato com o Chase e abra conta com eles (no caso de contas empresariais, acho que ele é melhor ainda que o BoA). Além de ser um dos maiores bancos dos EUA, o suporte deles é excelente, pelas informações que obtive. Além de ser um banco que te oferece também uma série de produtos que podem ajudar a construir o crédito aqui nos EUA, algo mais do que essencial para quem vive aqui. Sem crédito, sua vida fica bastante complicada. Lembre-se que aqui é o país do capitalismo e aqueles que tem crédito firme e consolidado, certamente gozam de benefícios bem interessantes também. Dê preferência a ter conta em bancos maiores. Pelo sim e pelo não, fica mais fácil de resolver alguns problemas quando se tem uma rede de suporte mais bem consolidada. 

Lista dos maiores bancos dos EUA, de acordo com a FORBES (clique aqui).

Obs.: Novamente, mais uma opinião pessoal. Tive um problema com meu cartão de débito do Regions num domingo a tarde. Liguei na central do banco, repassei todos os dados, e falei com uma atendente (que parecia estar de mal humor – banco é tudo a mesma coisa em qualquer lugar viu!!!). Falei que o cartão havia sido bloqueado, pois tentei pagar uma compra e não consegui e queria ajuda pra desbloquear. Resposta: Não atendemos solicitações deste tipo por telefone e fora do horário comercial. Para fazer esse desbloqueio, o senhor pode ir amanhã na agência ou tentar ligar aqui e ver se consegue desbloquear o cartão. Fiquei tão perplexo que não soube nem argumentar nada com a atendente. Parecia uma resposta “robô”, com total má vontade e sem nenhuma palavrinha sequer do tipo, “deixa eu ver o que pode ser feito“…..

Lista dos maiores bancos dos EUA, incluindo o ativo que eles possuem em depósitos. Fonte: FORBES 2013

Terceiro ponto: dê preferência aos bancos que tenham boas ofertas de serviços.

Sem nenhuma dúvida, dos que eu conheço e já verifiquei os serviços e vantagens para correntistas, o BoA é disparado aquele que te oferece as melhores opções. Vejam leitores, aqui nos EUA, a não ser que você tenha emprego formal e SSN, não creio que algum banco vá te oferecer cartão de crédito (aquele clássico e convencional). O que eles te oferecem, como é o caso do BoA e do Wells Fargo, são cartões de crédito PRÉ-PAGOS, onde o correntista decide depositar um valor de segurança, digamos, de 1000 dólares e o banco te oferece uma linha de crédito mensal de 1000 dólares. Funciona como um cartão de crédito normal, e se você pagar tudo em dia, sem problemas, depois de um certo tempo, estabelecido em contrato, eles te retornam aquele depósito inicial feito. Essa é uma das ÚNICAS possibilidades de se ter um cartão de crédito convencional aqui se você não tem trabalho formal aqui e/ou documentos de status legal (green card, por exemplo). O Regions, a título de comparação, só libera cartão de crédito para pessoa física se ela for residente permanente (green card). Abaixo, segue a lista dos melhores cartões de crédito pré-pagos de acordo com avaliação aqui nos EUA.

Bem, acho que é isso. Se tivesse de indicar, colocaria, na ordem, Bank of America #1, Chase #2, Wells Fargo #3, Sun Trust #4……e por aí vai. Fugiria do Regions (com toda certeza) e teria apenas UMA conta. As vezes, para montar histórico de crédito, é bom ter laços fortes com um banco do que ter com 3 ou 4.

E o Citibank Luciano, que todo mundo fala aqui no Brasil, afinal, ele vale a pena? Na minha visão, não. Pelo menos não se você vem morar em Orlando. Não tem CITIBANK em Orlando. Existem muitos ATM’s do Citi por aqui, basicamente em todos os 7eleven tem um, MAS agências, não. Daí não vale a pena. Agora, se você tem uma conta do Citi no Brasil, e quer usar o cartão de débito aqui e/ou quer fazer processos de transferência de dinheiro de Citi-BR para Citi-EUA, aí meus caros, é o canal. Conheço muita gente que faz isso e os relatos são, quase que na totalidade, excelentes. Fora a vantagem também de poder sacar diretamente da conta brasileira com taxas da câmbio mais em conta aqui nos EUA e tarifas de saque menores do que as praticadas por outros bancos.

Qualquer dúvida, por favor, entrem em contato por email, via formulário do nosso site.

Luciano

Comentários

  1. Ricardo

    Oi Luciano, parabéns pelo blog, estou lendo sempre. Vocês está conseguindo se manter com o valor do dolar nas alturas, ou já conseguil uma renda em US$.?

    Abs.

    • Luciano

      Ricardo, a situação não está fácil viu. Mas vamos levando. O dólar vai baixar em breve, com certeza. OU o Brasil quebra de vez, sem dúvida alguma. Vamos esperar a gora.

      Abraços.

      Luciano

    • Luciano

      Marilu, pelo que já pesquisei, o HSBC não tem agência aqui nessa região da Florida. O banco é grande, com certeza devem ter alguns pontos vantajosos, mas é aquilo, se precisar resolver problema em agência, não tem como, pelo menos aqui em Orlando.

      Abraços.

      Luciano

  2. Carolina

    Muito legal seu blog, Luciano. Vim parar aqui depois de uma pesquisa no google e gostei bastante dos textos. 

    Agora, só por curiosidade, o q vc faz nos EUA? Não deu medo largar td?

  3. Cristiane

    Luciano,

    tudo bem? Achei seu blog por acaso, mas gostei muito.

    Gostaria de uma opiniao sua. Sou recém-formada em Direito, passei na OAB e portanto sou Advogada, mas detesto a área. Minha vontade mesmo é morar na Flórida, já estive ai e fiquei apaixonada. Gostaria de TRABALHAR, "nao importa" muito no que, o que quero dizer, nao sendo trabalho escravo, trabalhos ilegais, enfim…Gostaria de, como muitos, tentar a vida ai.

    O que voce acha?

    Obrigada

     

    • Luciano

      Cristiane, para evitar esses trabalhos citados por você das duas uma, ou você vem com visto de trabalho, ou com visto de investidor. Não tem muito pra onde correr, infelizmente. Imigração aqui nos EUA é business. Sem o visto adequado, fatalmente, acabarás caindo no trabalho informal que, no geral, paga apenas o suficiente para a pessoa se manter aqui, nada além disso. Com toda certeza você vai encontrar na internet inúmeros relatos de pessoas que dizem que é fácil, que dá pra tirar um bom salário, etc etc. Não julgo ninguém, mas dizer que trabalhar 7 dias da semana por 9 dólares (quando chega a isso) e sem direito algum não é exatamente o que eu acho que grande oportunidade.

      Abraços.

      Luciano

  4. Dayany

    Olá Luciano!!! bacana seu blog …acompanho sempre!! Me diz aí qual o valor mínimo para investir aí, abrir uma empresa , mais precisamente na Flórida! tenho um negócio aqui no Brasil e tenho vontade de abrir filial aí?! me diz o por onde começra?!…forte abraço =)

    se preferir me responde por e-mail : dayanychacon@hotmail.com

  5. Giorgio Duarte

    Olá Luciano, o seu blog ta show de bola! Estou indo morar em Boca Raton em Janeiro de 2014 e queria saber se o Chase aceita abertura de checking account sem Social Security? Você tem alguma informação sobre o processo de abertura no Chase? Grande abraço!

  6. Felipe

    Luciano,

    Boa Tarde!

    Estou utilizadno seus site para programar a mudanca da minha familia (Eu, esposa gravida de 04 meses e minha filha de 2 anos) para Orlando para ficar algo em torno de 01 ano. A principio, marquei uma viagem no comeco de dezembro, a passeio e compras de enxoval, e aproveitarei para conhecer os bairros indicados por vc. Para ser honesto, os bairros que conheco, williamsburg, hunters creek, four corners, para mim sao opcoes, mas vc tambem informa o bairro de winters park (vou conhece-lo). Tambem entendo, pelo seu site que seria interessante abrir conta no Citibank aqui no Brasil e nos EUA para facilitar envio de remessas, alem de uma conta no BoA para facilitar as transacoes.

    Precisaria de mais uma ajuda sua, indicacao de corretores de confianca para me auxiliar na locacao do imovel, e claro se possivel, um e-mail para ter um canal aonde possamos conversar melhor. Pretendo me mudar assim que meu 2 filho nascer, o que acontecera em Maio de 2014.

    Aguardo,

    Felipe

  7. Mateus

    Olá Luciano, boa tarde!

    Venho acompanhando seus posts, e quase que diariamente passo por aqui, antes do próximo verão estarei me mudando para Orlando. Já morei por um ano, e sou apaixonado por essa cidade. Voltei por que precisei renovar meu visto, acabei conhecendo uma pessoa, me casando, e isso foi adiando meus planos de voltar.

    Meu marido e eu temos um valor para recomeçar, vamos abrir mão de tudo aqui no Rio de Janeiro para passar uma boa temporada em Orlando. Temos uma conta no CityBank aqui no Brasil, e quando morei em Orlando, tinha uma conta no BoA, mas foi em 2007, não como será para reativar essa conta agora em 2014. Gostaria de saber, se hoje em dia, é possível eu transferir um valor mensalmente do Brasil para uma conta no BoA? E se voce acha se vale a pena?

    Se for possível, me responda via e-mail, para que a gente possa se falar melhor.

    Obrigado pela oportunidade de tirar essas dúvidas, e parabéns pela iniciativa, com certeza está ajudando muitas pessoas que estão nesse processo de mudaças. Obrigado!!!

    • Prezado Mateus boa tarde, vi seu post sobre envio de remessas mensais. Daqui do Brasil você pode enviar dinheiro para sua conta corrente de algumas formas a mais eficiente é via Swift através de alguma instituição financeira credenciada pelo Bacen (a AGK Corretora de Câmbio S/A) banco ou corretora.
      Normalmente as naturezas da operação são:
      1. Transferência financeira de disponibilidade, nesse caso os reais devem sair de sua conta corrente de seu banco no Brasil para a conta corrente da corretora ou banco no dia do fechamento do cambio. O valor em moeda estrangeira deverá ser creditado em sua conta de mesma titularidade nos EUA. O Iof é de 0,38% + as despesas de envio que a corretora ou banco vai te cobrar. Nessa modalidade (disponibilidade) não há limite de valor mas deve manter um coerência com seu patrimônio (I.R., recursos aplicados no Brasil, etc).
      2. Outra opção Transferência financeira para Manutenção de Não Residente no Exterior, nesse caso você consegue enviar sem incidência de I.R. até R$ 20.000,00 (na equivalência da moeda do destino)por mês com iof de 0,38% + as despesas de envio no no caso anterior.

      • luciano

        Prezado Carlos, obrigado pela contribuição em relação ao tema do post.

        É bom saber das alternativas que existem e os impostos cobrados em cada uma dessas operações.

        Abraços.

        Luciano

  8. Giorgio Duarte

    Olá Luciano, estou vendo que você tem prestado um serviço valioso para as pessoas em vias de se mudar para os EUA, ainda mais se for pra Flórida.

    Já te fiz uma pergunta sobre o Chase e soube que eles estavam enviando algumas cartas a clientes avisando que a partir do dia 17 de novembro de 2013 não estariam mais aceitando transferências monetárias internacionais nem retiradas totais do dinheiro das contas, tudo estaria mais preso/restrito.

    Gostaria de saber sua opinião e se ainda vale a pena abrir conta nele?

    Sabe me dizer como os brasileiros ou americanos estão reagindo a isso ai?

    (Não tenho a intenção de mandar dinheiro regularmente para o Brasil, mas pelo menos ter a possibilidade de fazer isso quando bem entender…)

    Se quiser me responder por e-mail, seria melhor.

    Grande abraço!

  9. washington mariano

    Caro Luciano achei o seu blog por acaso e sinceramente gostei muito, já estive na Florida por mais de 20 vezes nos últimos 15 anos inclusive trabalhei no final da década de 90 legalmente em Miami e Orlando mas não tinha interesse em morar nos EUA. Hoje minha realidade é bem diferente tenho filhos e muita preocupação com a violência em qualquer parte do Brasil. Meu sócio comprou uma casa no MetroWest e estive recentemente com toda a família para que meus filhos conhecessem os parques e me interessei em morar de fato em Orlando. Estou voltando em maio para iniciar legalmente um processo de abertura de empresa em Orlando e tenho um prazo de 2 anos para mudar definitivamente enquanto isso vou tocando meus negócios por aqui mas de olho nos EUA.
    Gostaria quando retornar em maio conhece-lo pessoalmente. Um abraço e good job friend.

    • Pois é Washington, nos últimos anos tudo mudou bastante por aqui e eu entendo perfeitamente a tua perspectiva de sair do Brasil, na medida em que, com a atual situação, dar segurança e qualidade de vida aos filhos e família, acaba sendo uma prioridade. Em tese, Orlando naquela época era melhor, pelo menos na minha opinião de estudioso sobre o assunto. Mas enfim, os tempos são outros mesmo. Se eu ainda estiver fisicamente na cidade, em Maio, certamente será um prazer encontrar você e conversar sobre teu projeto. A priori, num prazo de dois anos, é um excelente tempo para maturação do projeto e concretização do mesmo.
      Um grande abraço.

      Luciano

  10. Gabrielle

    Luciano, desculpe, mas sua postagem está TOTALMENTE EQUIVOCADA.
    Há cerca de quinze dias abri uma conta corrente em Orlando no BANK OF AMERICA, apenas com meu passaporte com visto de turista e com U$ 300 dolares para depositar.
    Saí da agência com cartão de débito provisório e MAIS… Há três dias chegou meu cartão de CRÉDITO do Bank of America em minha casa aqui no Brasil.
    Ressalto que entrei no Banco para pedir informações e o gerente me convenceu a abrir a conta.
    Acho melhor você atualizar novamente suas informações.
    Abraço!

    • Gabrielle, dois pontos na tua mensagem.
      1) As regras do BoA e dos outros bancos podem atualizar, e no passado o procedimento era exatamente esse que você descreveu. MAS, de fato, as regras mudaram. Se você conseguiu abrir uma conta corrente apenas com o passaporte e depósito, ok, mas essa não é a regra do BoA há algum tempo, inclusive pelo fato de terem inúmeras contas abertas sem movimentação, o que acaba causando um certo prejuízo pro banco em si. Talvez se você foi em um branch onde tinha algum brasileiro, isso possa acontecer.
      2) Cartão de crédito convencional nos EUA, SEM DEPÓSITO DE SEGURANÇA também é novidade, ainda mais sem morar no país e/ou ter residência permanente. Mas se você recebeu, parabéns.
      Abraços.
      Luciano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>